14 de outubro de 2008

O Gesto

Quantas e quantas vezes eu abri as minhas pernas em tom reconciliatório, meu moço, meu pistão...
Vocês metiam essa cabeça imprópria no meu ninho e besuntavam-me com essa língua hedionda e insalubre.

Quantas e quantas vezes... vocês metiam um, dois dedos e eu vacilava ante o prazer... e depois, abusavam e metiam mais e mais... e eu não aguentava e gritava:" JÁ CHEGA" e vocês olhavam-me com essa cara aflita e fitavam-me com desejo e prolongavam essa mesma vontade até aos limites do inimaginável até que eu tinha de dizer:"FODASSE JÁ CHEGA, VAI BATER UMA! LEVA A MARIA PARA O WC COM ESSA PUTA DA LUCIANA ABREU!"

ASS: You don't want it, you just need it.

3 comentários:

Caro Senhor Pedro Oliveira disse...

Ó Gerência, FODA-SE! Dá aí duas dessa que eu também quero! lolololol. Abraço.

bloco D disse...

Lololol, mas q fama tem estes meninos...
Metam o braço duma vez....

A Gerência disse...

Correndo o risco de desmoronar todo o esquema existencial do exmo. senhor Pedro Oliveira, a Gerência entende por bem esclarecer que não teve qualquer responsabilidade, por estas duas respostas a essa guerra épica entre o Moço das Entregas e Pedrógão Pistão.
Estamos sensibilizados por ter pensado que estas pérolas seriam da nossa responsabilidade, mas ficamos desiludidos por não reconhecer a baixeza elevada de discurso, como da autoria da sua amada Puta do Blog.
Errar é humano, é certo, e a Gerência até tem as costas largas, mas culpabilizar-nos de todo, é algo que nos afecta e magoa...
Sem mais nada a declarar.